LOADING

Type to search

Tampa Bay Lightning vence Jogo 5 e é campeão da Stanley Cup

Notícias

Tampa Bay Lightning vence Jogo 5 e é campeão da Stanley Cup

Share
Tampa Bay Lightning campeão da Stanley Cup pelo segundo ano consecutivo

Quem imaginou lá no começo da temporada que o Tampa Bay Lightning chegaria novamente à Final da Stanley Cup? Pois eles chegaram e mostraram por que são a melhor equipe atualmente na NHL.

Com o psicológico totalmente preparado para uma final de campeonato, a equipe mostrou seus pontos fortes e explorou o erro adversário. Com jogos impecáveis e milagres realizados por Andrei Vasilevskiy, o time da Flórida garantiu o título pelo segundo ano consecutivo.

Esta série contra o Montreal Canadiens poderia ter sido uma varrida no jogo da segunda-feira (05) passada, constatando que atualmente não existe equipe com sinergia melhor do que os Bolts. Mas jogando em casa, os Habs procuraram não fazer feio e acordar para a série, uma reação tardia para um time que há 28 anos não chegava em uma Final de Stanley Cup.

Resumo do Jogo 4

Com o jogo realizado no Bell Centre e sem poder perder de jeito algum, os Canadiens se inspiraram na força dos fãs para pressionar os Bolts durante todo o jogo. Mas, usando e abusando dos contra-ataques, o time visitante chegava perto do gol de Carey Price. Foram 12 finalizações contra apenas 5 de Montreal no primeiro período, mas quem abriu o placar foi o time da casa. Faltando quatro minutos para o fim do período, Nick Suzuki fez uma linda jogada individual e achou Josh Anderson que, de primeira, bateu Andrei Vasilevskiy e fez 1 a 0 para os Habs.

Com 3 a 0 na série, o Lightning queria decidir no Jogo 4 e entrou no segundo período pressionando ainda mais o gol de Price, que seguiu fazendo os seus milagres. Já no fim do período, Ryan McDonagh roubou o disco na zona ofensiva e finalizou. Price defendeu, mas o rebote sobrou para McDonagh que achou Barclay Goodrow para finalmente marcar o primeiro gol do Lightning na partida.

Com ambas as equipes nervosas no começo do terceiro período, poucas chances surgiram dos dois lados, com os times não querendo correr riscos. Até que aos oito minutos, Alexander Romanov disparou de longa distância e se tornou o mais jovem defensor a marcar um gol em uma série final de Stanley Cup, fazendo 2 a 1 para os Canadiens. Mas a vantagem não durou muito. Cinco minutos depois, em mais um roubo do disco, Mathieu Joseph disparou para a zona ofensiva e achou Pat Maroon, que só teve o trabalho de empurrar o puck para o gol de Price, empatando a partida em 2 a 2.

Quando tudo indicava prorrogação, um lance chegou perto de decidir o título a um minuto do fim. O capitão de Montreal, Shea Weber, foi penalizado com 4 minutos após um high sticking em Ondrej Palat, que acabou sangrando com a infração, causando uma dupla penalidade. Tampa Bay tentou, mas não conseguiu marcar no tempo regulamentar com a vantagem numérica, e a partida foi para a prorrogação.

No tempo extra, o Lightning teve três minutos jogando no 5 contra 4, mas a melhor chance de gol foi dos Canadiens, que lideraram a temporada regular com nove gols na desvantagem numérica. Com o time completo, Anderson roubou o disco de Victor Hedman e puxou o contra-ataque. Ele passou para Cole Caufield, que finalizou, mas Vasilevskiy defendeu, e, no rebote, Anderson deu a vitória aos Canadiens para a explosão dos fãs, dentro e fora do Bell Centre.

Josh Anderson se consagrou o herói da partida e forçou o Jogo 5 que ocorreu ontem (07) na Flórida.

Resumo do Jogo 5

Nesta quarta-feira (7), o Tampa Bay Lightning recebeu o Montreal Canadiens na Amalie Arena, para o Jogo 5 da Final da Stanley Cup. Em uma partida bastante disputada, o novato Ross Colton marcou o gol decisivo no segundo período e o Lightning venceu por 1 a 0. O time confirmou assim a segunda Stanley Cup seguida da franquia em menos de um ano, e a terceira de sua história (a primeira foi conquistada no ano de 2004, derrotando o também canadense Calgary Flames).

O Lightning é o primeiro time a repetir o título da Stanley Cup desde as conquistas do Pittsburgh Penguins em 2016 e 2017.

O primeiro período foi bastante movimentado, com muito jogo físico (41 hits no total) e os nervos à flor da pele. As duas equipes criaram boas chances no ataque. Tampa Bay chegou mais vezes perigosamente na zona ofensiva do que Montreal (13 disparos dos Bolts contra 4 dos Habs). Porém, os anfitriões não conseguiram converter suas oportunidades em gol, parando vez ou outra nas defesas do goleiro Carey Price. Para os Canadiens, restava tentar resistir à pressão adversária através de seu excelente penalty kill, que, por fim, funcionou muito bem novamente.

O segundo período da partida trouxe uma árdua disputa pelo disco e muita correria. Os visitantes equilibraram o confronto e, no 5-on-5, obtiveram algumas boas jogadas. Porém, o máximo que os Habs conseguiram foi levar o goleiro Andrei Vasilevskiy a executar intervenções importantes, mas nada difíceis.

O jogo seguiu equilibrado até os 13:27, quando finalmente saiu o zero do placar. Após forte batalha pela posse do disco na borda do gelo na zona ofensiva, a sobra ficou com Ryan McDonag. Ele passou o disco a David Savard e este encontrou o novato Ross Colton entre a defesa de Montreal. Só foi preciso desviar o passe para o fundo do gol de Price para fazer 1 a 0.

Os últimos 20 minutos foram de fortes emoções na Amalie Arena. Montreal tentou de todas as formas marcar o gol que seria sua sobrevivência no campeonato, mas não foi capaz de gerar o empate. Sempre que necessário, Vasilevskiy executou as defesas e garantiu segurança à defesa dos Bolts. Tampa Bay dominou o período, administrando a curta vantagem até o momento de iniciar a festa do bicampeonato, levando sua torcida ao delírio.

Algumas estatísticas da série entre Lightning e Canadiens

Josh Anderson marcou duas vezes no Jogo 4 e se tornou o segundo jogador na liga a marcar vários gols para ajudar seu time a evitar a eliminação e se manter vivo na Final da Stanley Cup.

– Tampa Bay se tornou apenas a sétima franquia na era de expansão da NHL (desde 1967-68) a conquistar a Stanley Cup consecutivamente em casa. Anteriormente Edmonton (4: 1984, 1985, 1987 e 1988), Montreal (3: 1968, 1979 e 1993), NY Islanders (3: 1980, 1981 e 1983), Detroit (2: 1997 e 2002), New Jersey (2: 1995 e 2003) e Los Angeles (2: 2012 e 2014) fizeram isso.

– Andrei Vasilevskiy possui um recorde na carreira de 17-7 após uma derrota na pós-temporada (2,06 GAA, 0,926 SV%, 4 SO), incluindo uma marca de 13-0 do início dos playoffs de 2020.

– Os Canadiens são apenas a quarta equipe em mais de 30 anos a ter quatro ou mais jogadores, cada um com 21 anos ou menos, com pelo menos um gol nos Playoffs da Stanley Cup. Os times são: Maple Leafs em 2018 (5) e 2017 (4), bem como os Bruins de 2008 (4).

– Os Canadiens viram um jogador de até 21 anos registrar pelo menos um ponto em 12 jogos consecutivos desde o Jogo 3 da segunda rodada. Apenas três times na história da NHL tiveram uma sequência mais longa: North Stars (18 GP em 1981), Hurricanes (15 GP em 2006) e Rangers (13 GP em 1979).

– Com sua sétima defesa realizada no jogo de ontem (07), Carey Price se tornou o terceiro goleiro dos Canadiens desde 1955-56 (quando os chutes a gol começaram a ser controlados) a registrar pelo menos 600 defesas em uma única pós-temporada. Os outros recordistas: Ken Dryden (648 em 1971) e Patrick Roy (601 em 1993).

– Ross Colton marcou seu quarto gol nos playoffs da Stanley Cup de 2021, empatando com seu oponente Cole Caufield com o maior número de gols entre os novatos nesta pós-temporada. Colton (4-2—6 em 23 GP) estabeleceu um recorde para a franquia Lightning com a maioria dos gols de um novato em um único ano de playoffs, substituindo Cedric Paquette (3-0—3 em 2015).

– Andrei Vasilevskiy (14 defesas) foi perfeito e se tornou o sexto goleiro na história da NHL, e o segundo no Lightning, a registrar pelo menos cinco shutouts em uma única pós-temporada. Martin Brodeur (7 em 2003 com NJD), Dominik Hasek (6 em ​​2002 com DET), Nikolai Khabibulin (5 em 2004 com TBL), Miikka Kiprusoff (5 em 2004 com CGY) e Jean-Sebastien Giguere (5 em 2003 c / ANA) são os únicos goleiros a alcançar o feito.

– Ross Colton se tornou o sétimo estreante na história da NHL a marcar um gol decisivo na Stanley Cup, e apenas o segundo na era moderna (desde 1943-44), juntando-se a Mike Rupp (Jogo 7 em 2003 com NJD), Roy Conacher (Jogo 5 em 1939 com BOS), Johnny Gagnon (Jogo 5 em 1931 com MTL), Nels Stewart (Jogo 4 em 1926 com MMR), Howie Morenz (Jogo 2 em 1924 com MTL), Corb Denneny (Jogo 5 em 1918 com TAN).

– Ross Colton se tornou o primeiro jogador na era de expansão da NHL a conquistar o segundo campeonato consecutivo de uma franquia sem ter seu nome na Stanley Cup no ano anterior. Os únicos outros jogadores na história da liga a alcançar o feito são Johnny Gagnon em 1931 (com MTL), Cal Gardner em 1949 (com TOR) e Andy Bathgate em 1964 (com TOR).

– Depois que o Lightning venceu a Stanley Cup de 2020 em uma temporada prolongada, que durou 363 dias devido a uma pausa causada pela pandemia COVID-19, eles estão levantando o troféu novamente apenas 282 dias depois. Tampa Bay conquistou seu terceiro campeonato na história da franquia, somando-se aos títulos conquistados em 2004 e 2020.

 – O Lightning se tornou a nona franquia diferente a se repetir como campeões da Stanley Cup e a quinta a fazê-lo entre os clubes que se juntaram à NHL em 1967-68 ou mais tarde, juntando-se aos Flyers, Islanders, Oilers e Penguins.

– As três vitórias da Stanley Cup em Tampa Bay (2004, 2020 e 2021) perdem apenas para Detroit (4: 1997, 1998, 2002 e 2008) para o maior número de títulos entre todas as equipes desde que o Lightning entrou na NHL em 1992-93.

– Andrei Vasilevskiy (Tyumen, Rússia) é o primeiro goleiro nascido fora da América do Norte a ser nomeado MVP da Final. No geral, isso marca a 17ª vez que um goleiro recebe o Conn Smythe Trophy desde o início do prêmio em 1964-65.

– Pat Maroon se tornou o primeiro jogador a ganhar três Stanley Cups consecutivas desde que vários jogadores o fizeram com a dinastia Islanders de 1980 a 1983.

 – As três vitórias da Stanley Cup de Pat Maroon estão empatadas em maior número entre os jogadores ativos. Ele se iguala a Sidney Crosby, Marc-Andre Fleury, Niklas Hjalmarsson, Patrick Kane, Duncan Keith, Kris Letang, Evgeni Malkin e Jonathan Toews.

 – Julien BriseBois, que adquiriu jogadores importantes como Pat Maroon, Blake Coleman, Barclay Goodrow, Jan Rutta e David Savard depois de ser nomeado para o cargo em 11 de setembro de 2018, tornou-se o segundo GM na história da NHL a ganhar o título da Stanley Cup consecutivamente nas suas três primeiras temporadas dentro de uma franquia, juntando-se ao executivo de longa data do Canadiens, Sam Pollock (2 de 1964-65-1966-67).

Conn Smythe Trophy

Andrei Vasilevskiy conquistou o Troféu Conn Smythe e foi eleito o jogador mais valioso dos Playoffs da Stanley Cup na quarta-feira.

Vasilevskiy foi nomeado após ter ajudado o Tampa Bay Lightning a se consagrar novamente campeão da Stanley Cup. Ele fez 22 defesas na vitória por 1 a 0 sobre o Montreal Canadiens no Jogo 5 da final na Amalie Arena.

Vasy obteve 16-7 nos playoffs com cinco shutouts, uma porcentagem de defesas de 0,937 e uma média de 1,90 gols sofridos em 23 partidas. Ele teve 7-0 em jogos, após uma derrota em cada uma das últimas duas pós-temporadas.

Ele encerrou cada série desta pós-temporada com um shutout, incluindo 1-0 contra o New York Islanders no Jogo 7 das Semifinais da Stanley Cup, e cinco consecutivas, contando desde a vitória por 2-0 no Jogo 6 da Final da Stanley Cup contra o Dallas Stars na última temporada.

É o primeiro goleiro na história da NHL a conseguir um shutout em cinco vitórias de série consecutivas. Ele também é o primeiro a fazer isso quatro vezes em uma única pós-temporada.

“Obviamente, toda a equipe merece isso com certeza”, disse Vasilevskiy. “Só para ter cinco shutouts em um playoff, é tudo uma questão de equipe, com certeza. Conseguimos fechar os times quatro vezes seguidas em jogos importantes, simplesmente incrível. Não posso dizer mais. Não é sobre mim, é sobre nosso time.”

Vasilevskiy disse que não ouviu quando o comissário da NHL Gary Bettman o anunciou como o vencedor de Conn Smythe e pensou que o troféu seria concedido ao atacante Nikita Kucherov, que liderou a NHL nesta pós-temporada com 32 pontos (oito gols, 24 assistências), ou o center Brayden Point, que liderou com 14 gols.

“Foi uma grande surpresa”, disse Vasilevskiy.

“‘Vasy foi excelente”, disse Kucherov. “MVP. Eu dizia a ele todos os dias: ‘Você é o MVP, você é o melhor jogador.’ … Vasy levou ambas as taças. Ele levou MVP. E eu continuo dizendo a ele que ele é MVP, ele é o cara, ele é o melhor. Ele estava centrado hoje. Ele nos manteve no jogo. Outro shutout dele. Notável.”

Vasilevskiy é um dos três goleiros da NHL com cinco shutouts em vitórias decisivas na série, juntando-se a Chris Osgood (Detroit Red Wings) e Clint Benedict (Ottawa Senators). Ele é o terceiro a ter um shutout em dois jogos decisivos da Stanley Cup, juntando-se a Benedict (1923, 1926) e Bernie Parent (1974, 1975 com o Philadelphia Flyers).

Grandes momentos da Final

Gol decisivo de Colton
Momento em que se consagram campeões
Entrevista lendária de Nikita Kucherov
Momento de levantar a taça
Vasileviskiy levando o MVP do campeonato
Segunda Stanley Cup de Jon Cooper
Brayden Point: destaque da equipe do Bolts

Esse time de Tampa Bay fez uma temporada memorável e é sem dúvida a melhor franquia atualmente na NHL. Nomes como Nikita Kucherov, Brayden Point, Andrei Vasilevskiy, Pat Maroon e Victor Hedman ficarão para sempre na história da franquia e na história da liga.

Acreditamos que foi uma conquista merecida e já estamos com saudade do campeonato. A cobertura dos playoffs pelo NHeLas fica por aqui. Agradecemos a todos que acompanharam conosco mais um ano de NHL. Nós nos encontramos de novo em breve, e quem sabe dessa vez o seu time pode levar a tão cobiçada Stanley Cup.

Foto: Reprodução/nbcsports.com

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

PortugueseEnglish
%d bloggers like this: