LOADING

Type to search

O que esperar da Divisão Central na temporada 2020-21

Análise

O que esperar da Divisão Central na temporada 2020-21

Share
Equipes que compõem a Divisão Central da NHL em 2021

A nova temporada da NHL está batendo à porta, com início marcado para a próxima quarta-feira (13). Com as restrições impostas pela pandemia de COVID-19, a NHL precisou se adaptar com o intuito de criar um ambiente mais seguro para toda a Liga e comunidade do hockey. Dessa forma, assim como as demais, a Divisão Central da NHL sofreu mudanças para que a temporada pudesse ser iniciada de acordo com os protocolos de segurança. No entanto, com as adições à divisão, os confrontos tendem a ficar ainda mais competitivos e interessantes. 

Baseado nas movimentações e desempenho dos times, trouxemos um preview sobre como poderá ser a temporada 2020-21 para as equipes da Divisão Central. 

Carolina Hurricanes

Aos poucos, o Carolina Hurricanes tem se desenvolvido e mostrado o potencial que sempre buscou. Foi apostando em seus jovens talentos que o time passou a crescer nos rankings, saiu da lanterna e, por fim, tornou-se um dos times mais interessantes da Liga. 

Com talentos como Sebastian Aho e Andrei Svechnikov no comando ofensivo, os Canes possuem peças importantes para garantir maior sucesso nesta temporada. 

A adição de Jasper Fast ao time durante a offseason poderá também beneficiar a equipe. Com a sua experiência na NHL, o jogador poderá adicionar mais força ao ataque e criar grandes oportunidades a gol. 

Já na defesa, Carolina possui forças sólidas em Dougie Hamilton e Jacob Slavin. Por isso, é extremamente importante que a dupla continue fazendo boas atuações para proteger o gol dos Canes contra o ataque de times como o Tampa Bay Lightning, que tem se tornado cada vez mais rápido e ágil. 

Podemos esperar grandes atuações do Carolina Hurricanes em 2021 e, certamente, uma classificação da equipe aos playoffs. Com um roster repleto de talentos, a estadia da equipe na pós-temporada pode ser extendida. 

Chicago Blackhawks

A última década foi repleta de muito sucesso e glória para os Blackhawks. Mas não se pode negar que, nos últimos anos, o desempenho do time caiu drasticamente.

Com os desfalques de Jonathan Toews e Kirby Dach (que vinha contribuindo positivamente para o desenvolvimento dos Hawks) para esta temporada, o time conta com a liderança de Patrick Kane e Duncan Keith para melhorar sua atuação no gelo. 

Com a saída de Corey Crawford da equipe, espera-se que Malcolm Subban assuma uma posição mais ativa no gol, tendo como backup Collin Delia. O time ainda conta com a presença de Dylan Strome, Alex DeBrincat, Alex Boqvist e Dominik Kubalik, que tendem a ser ainda mais ativos nessa temporada e no futuro dos Blackhawks. 

É possível que, liderados por Kane, Chicago possa criar mais oportunidades em jogo e avançar na competição. Mas, por hora, é certo afirmar que o time está em processo de reconstrução, e que pretende investir cada vez mais em seus novos talentos para voltar a sua boa fase.

Columbus Blue Jackets

Nos playoffs de 2020, o Columbus Blue Jackets proporcionou ao fã de hockey uma das maiores (literalmente) e melhores partidas da bolha. No entanto, após um round exaustivo contra Tampa Bay, os esforços realizados pela equipe não foram suficientes para mantê-los na competição, e a nuvem de lesões que rondou o time foi a principal responsável.

Porém, mesmo com os tropeços, os Blue Jackets têm se tornado uma equipe cada vez mais interessante de se acompanhar. Em 2021, com o time mais estável e recuperado, existe uma grande probabilidade de vermos Columbus como destaque dentre os times da Central.

Zach Werenski e Seth Jones tendem a continuar com o bom trabalho na defesa. Algo importante, já que a zona defensiva do time tenta se estabilizar após a saída de Sergei Bobrovsky. Mas é esperado que Joonas Korpisalo e Elvis Merzlikins continuem mostrando potencial e fazendo defesas importantes.

Ao reassinar com Pierre Luc-Dubois e Oliver Bjorkstrand, o time garantiu duas peças essenciais em seu ataque. Portanto, espera-se que a dupla, junto de novas adições como Max Domi, montem uma frente ofensiva que possa criar oportunidades constantes para Columbus a cada partida.

Dallas Stars

Um dos underdogs da divisão central, o Dallas Stars provou na temporada passada que tem condições (e talento) para avançar na competição. No entanto, a notícia de que seis jogadores e dois membros do staff do time precisaram ser afastados devido a possíveis sintomas de COVID-19 acabou preocupando seus fãs.

Com a situação estabilizada, Dallas tende a ser um dos favoritos a garantir a primeira posição da Divisão. E a performance da equipe na temporada anterior afirma isso. Os Stars deram início a um estilo de jogo diferente e muito mais eficaz em 2020. Se isso se prolongar, poderemos assistir a ótimas atuações da equipe do Texas no gelo. 

Mesmo com o desfalque de Tyler Seguin, figuras como Denis Gurianov poderão fazer toda a diferença no ataque de Dallas. Os veteranos, como Alex Radulov e Jamie Benn, também serão figuras importantes para a criação de oportunidades a gol, abrindo assim o espaço para que figuras mais jovens, como Joel Kiviranta, possam influenciar positivamente no desenvolvimento do Dallas. 

A defesa dos Stars ainda é preocupante, levando em consideração o afastamento de Ben Bishop, devido a uma lesão causada nos playoffs de 2020. Mas, como pudemos assistir anteriormente, Anton Khudobin está mais do que apto para exercer o papel. Para isso, no entanto, é preciso John Klingberg e companhia consigam estabelecer uma defesa mais estabilizada, e que passe segurança ao goleiro. 

Detroit Red Wings

Nos últimos anos, o Detroit Red Wings tem enfrentado uma de suas piores fases na NHL. A última temporada foi um exemplo disso, já que a equipe ocupou o último lugar da tabela e apresentou desempenho lamentável. 

O gol e defesa do time continuam instáveis, e a linha ofensiva precisa de melhor desenvolvimento para criar oportunidades e pontuar. Líderes do time, como Tyler Bertuzzi e Dylan Larkin, tentam fazer este trabalho, mas a fase em que os Red Wings se encontram não parece ajudar.

Renovação. Essa é a palavra chave para se referir ao futuro do time de Detroit. É improvável que a equipe se destaque nesta temporada, mas prospects como Lucas Raymond, Theodor Niederbach e Elmer Soderblom têm trazido esperança para os próximos anos. É esperado que esse seja o foco dos Red Wings este ano: uma melhor reconstrução pensada para o futuro do time.

Florida Panthers

As aquisições feitas pelos Panthers em 2019 apontavam para melhorias no time ainda na temporada 2019-20. Porém, após a pausa em 2020, o desempenho do time decaiu e, assim, a oportunidade de ter sucesso nos playoffs ficou para outro ano.

Nesta temporada, é esperado que Aleksander Barkov e Jonathan Huberdeau continuem sendo presenças importantes para o ataque da equipe. A aquisição de Anthony Duclair ao fim de 2020 também pode ser um grande reforço para a zona ofensiva dos Panthers. 

Já na defesa, espera-se que Aaron Ekblad continue estável e que, principalmente, Sergei Bobrovsky consiga um melhor desenvolvimento o gol da equipe. É preciso que o goleiro esteja em boa fase para que, em conjunto com as demais áreas, o time consiga avançar na competição e mostrar seu potencial. 

Os Panthers não são um dos favoritos à Stanley Cup, mas no hockey tudo é possível. Por agora, o time precisa focar em um maior desenvolvimento para, assim, garantir uma vaga nos playoffs.

Nashville Predators

Mesmo com aquisições como as de Matt Duchene, Nashville se viu novamente em uma posição complicada na temporada passada.

No entanto, a história do time mostra que, quando saudável e forte, os Predators são uma equipe a ser temida. Mas é necessário que seus líderes, como Roman Josi, Filip Forsberg e Ryan Ellis estejam em sua melhor fase. 

Josi talvez seja uma das figuras mais estáveis do time atualmente, e, como sempre, promete grandes atuações na defesa, juntamente de Ellis — outra peça importante na zona defensiva do Nashville. Pekka Rinne tem apresentado bom desempenho, mas não apresenta grande estabilidade. Portanto, este é um dos pontos em que o Nashville precisa manter a cautela, caso queira avançar na competição. 

Desde que chegou, Duchene também não apresentou o desenvolvimento esperado pela equipe. Assim, é necessário que ele e Forsberg encontrem química dentro do gelo para que as oportunidades a gol surjam para Nashville. Se a zona ofensiva do time não se desenvolver, a equipe tende a voltar à estaca zero outra vez.

Tampa Bay Lightning

Não é mistério que o Tampa Bay Lightning é um dos favoritos à Stanley Cup nesta temporada.

Porém, a ausência de Nikita Kucherov poderá impactar negativamente o desenvolvimento do time em 2021. Mesmo com Stamkos saudável e em ótima fase, o ataque do Lightning tende a ser afetado com o desfalque. 

No entanto, um time não é feito de apenas um jogador, e a vitória da Stanley Cup em 2020 pelos Bolts foi a prova disso. Tanto Stamkos, quanto Brayden Point e Ondrej Palat prometem levar o time ainda mais longe na competição. As demais linhas, que contam com Anthony Cirelli e Tyler Johnson também não desapontam, e prometem grandes atuações. 

Já na defesa, Tampa Bay conta com a liderança de Victor Hedman que, se continuar com a boa fase, tende a oferecer à goleira de Vasilevskiy a melhor proteção possível. 

É quase certo que o Tampa Bay Lightning garanta sua vaga nos playoffs. A pergunta que não quer calar é: o quanto o time avançará na pós-temporada? Resta-nos acompanhar o desenrolar desta história.

Foto: Reprodução/icethetics.com

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

PortugueseEnglish
%d bloggers like this: