LOADING

Type to search

Como foi o Draft Internacional da NWHL

Notícias

Como foi o Draft Internacional da NWHL

Share
Top 3 do Draft Internacional da NWHL

No último domingo (25) a NWHL realizou o seu primeiro Draft Internacional. O evento aconteceu quase um mês após o Draft original realizado no dia 29 de junho, quando 30 jogadoras foram selecionadas. No entanto, para este evento, os times tiveram direito a apenas uma escolha cada com um único round

Transmitido ao vivo pelo canal oficial da liga no Twitch, e novamente a NWHL contou com a apresentação de Katie Gaus, a repórter digital do Florida Panthers da NHL. Dando início a uma nova tradição, o Draft Internacional foi criado para as jogadoras de fora da América do Norte que não se qualificam para o draft tradicional da NWHL.

Assim como no evento original, as jogadoras não-selecionadas se qualificam para ser free agent a partir do dia 26 de julho. Nesse período, os times têm um prazo de duas semanas para assinar com as suas escolhas para a temporada 2021-22. 

Para o Draft Internacional, os times seguiram a mesma ordem de escolha do primeiro draft: Buffalo Beauts, Connecticut Whale, Boston Pride, Toronto Six, Metropolitan Riveters e Minnesota Whitecaps.

Top 3

Abrindo o evento de maneira histórica, o time de Buffalo optou por ter uma goleira como a número um do draft. Natural de Estocolmo, na Suécia, a goleira Lovisa Berndtsson foi a primeira selecionada. A veterana de 32 anos jogava pelo Djurgårdens IF da SDHL, a liga de hockey feminino profissional da Suécia, desde a temporada 2015-16. Com o time, a sueca teve um percentual de defesas de .903 na temporada regular e .882 nos playoffs de 2020-21. Além disso, a jogadora competiu também no Mundial de Hockey Feminino da IIHF em 2017. No dia 26, as Beauts já garantiram um contrato com Berndtsson para a temporada 2021-22.

Em segundo lugar, a japonesa Tsubasa Sato foi a jogadora selecionada pelo time de Connecticut. A atacante natural de Nagano no Japão tem 28 anos e ficou conhecida em seu país após participar do reality show da Netflix Terrace House: Opening New Doors. A jogadora de 28 anos jogava como capitã do time japonês Karuizawa Fairies. Ela também competiu pelo Red Bull Crashed Ice, equipe de patinação downhill em ambiente urbano.

Finalizando o top 3, e também entrando para a história da liga, a atacante Evelina Raselli foi selecionada pela equipe de Boston. Natural de Poschiavo, na Suíça, a jogadora de 29 anos fez parte da seleção de seu país conquistando duas vezes uma medalha de bronze. As medalhas vieram nas Olimpíadas de Inverno em 2014 e no Mundial da IIHF de 2012. Na SDHL, a jogadora conquistou uma série de vitórias pelos times que passou, sendo o mais recente o Ladies Team Lugano. Com essa equipe ela marcou 14 gols, 19 assistências e 33 pontos em 20 jogos na temporada regular em 2020-21.

Demais escolhas

Para a quarta escolha, o Toronto Six escolheu uma das grandes promessas húngaras. Natural de Budapeste, a atacante Reka Dabasi de apenas 24 anos já tem um extenso currículo. A jogadora iniciou a sua carreira no KMH Budapest na temporada 2012-13, time em que permaneceu até a temporada 2020-21. Mostrando um bom desempenho nesse período, foi subindo em suas funções até conquistar o cobiçado “C” na jersey. Além disso, Dabasi defendeu seu país em competições internacionais.

As Riveters, por sua vez, apostaram numa jogadora eslovaca para fazer parte de seu time. Natural de Topoľčany, na Eslováquia, a atacante Romana Košecká foi a quinta escolha do evento. A jogadora, assim como Reka, tem um currículo extenso numa idade jovem. Com apenas 22 anos, ela já conquistou três medalhas no sub-18 da seleção da Eslováquia, e duas medalhas de ouro na Divisão IB do Mundial da IIHF Division. Além disso, ela jogou no SKP Bratislava da EWHL (W) da temporada 2014-15 até 2020-21.

Finalizando o evento, a última escolha ficou por conta do time de Minnesota, que também optou por uma jogadora húngara. Também natural de Budapeste, a atacante Fanni Gasparics, de 26 anos, também jogou pelo KMH Budapest. No entanto, nas últimas duas temporadas ela jogou pelo MAC Budapest, time com o qual marcou 17 gols, 12 assistências e 29 pontos em 16 jogos em 2020-21. Na temporada 2019-20, a jogadora liderou a liga húngara com 46 pontos em apenas 18 jogos. 

A NWHL agora se prepara para a sua sétima temporada. Enquanto a liga ainda está divulgando algumas novidades para o novo ano, os times têm renovado e assinando contratos com suas jogadoras. O motivo é que todas as atletas da NWHL possuem contrato anual. Para os fãs, agora resta aguardar saber quem serão as novas jogadoras de seu time. A sétima temporada da Liga irá iniciar no dia 6 de novembro.

Texto atualizado em 29/07/2021 as 15h01.

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

PortugueseEnglish
%d bloggers like this: